sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Presente que a vida me deu

Olá, Pessoal!

Hoje um Post diferente aqui no blog, vale a pena ler.

No mês passado, tive uma das maiores experiências da minha vida durante um trabalho de filmagem na biblioteca da Escola Municipal João Evangelista Vieira de Almeida. Deparei-me com um menino de cabelo escorrido e olhos grandes entregando um livro para a sua professora que perguntou ao menino:

_ E aí? Conseguiu ficar feliz?

E o menino respondeu circulando a cabeça com um sim, meio não.

A situação me chamou a atenção e estiquei os olhos para ver o título do livro que, se não me falha a memória, era “100 maneiras de ser feliz” ou algo parecido com isso.’

Como "tiozão" que sou, fui brincar com o menino dizendo que apostava que eu era mais feliz que ele e o menino rapidamente perguntou:

_Por que?
 E eu todo afiado respondi:
 _Meu nome é Feliz, Denis Feliz.
 O menino arregalou os olhos e disse:
 _Você é o cara que faz as pinturas ?

Um BUM de tímpano bateu no meu estômago quando perguntei titubeando:

_Como você sabe que eu faço pinturas?

E ele disse:

_A professora que mostrou na aula.

Achei legal, mas na verdade, era mais do que legal, pois em dois minutos o menino saiu correndo e voltou com muitas crianças querendo me conhecer, com seus cadernos de desenho em mãos mostrando releituras de meus desenhos.


Releitura de Leonardo Vitório (representando todas as crianças do João Evangelista)

 Minha visão ficou confusa e meus ouvidos não conseguiam traduzir o que me falavam com suas vozes agudas e misturadas. Eu tive um mix de alegria e medo, pois eu não acreditava que aquilo estava acontecendo comigo ali, em um lugar onde esperava entrar, sair e seguir minha rotina.

Conheci as professoras e coordenadores responsáveis que foram extremamente simpáticos comigo, me mostrando grandes impressos com trabalhos meus que eles utilizavam em sala de aula.

Visitei várias salas e vi mais alunos e mais releituras e, a cada mesa que eu passava, era uma surpresa de como aquelas crianças tinham brilho nos olhos e conseguiam reinventar meu desenho com tanta simplicidade e expressividade.

E foi isso! Voltarei na escola em dezembro para atender ao convite das professoras: dar uma oficina de desenho para as crianças. 

Na verdade mais pura, acredito que eu é quem vou ter mais uma aula, não de desenho, mas sim de vida e simplicidade.

Aprendi que tudo que se faz é importante, pois meus simples sketches postados no blog, são tão importantes na vida de tantas crianças, preciso pensar e reavaliar responsabilidade que é publicar conteúdo na internet.

Este Post e estes desenhos abaixo eu dedico a todos da escola João Evangelista pelos momentos de rara beleza que vivi.


Obrigado.

























12 comentários:

Ney Ricardo disse...

Mermão! Que loucura!!!
Que surpresa, também senti o frio na barriga na hora q eu tava lendo.
Depois lembrei do dia que eu conheci o profissional "Denis Feliz" pela primeira vez pessoalmente.
E logo depois lembrei do dia q conheci o amigo Denis.

Parabéns mano, vc sabe q é meu ídolo.

abrass

Liana Weber disse...

Fiquei emocionada com esse post! Deve ser uma sensação maravilhosa e inexplicável! Parabéns pelos desenhos, pela sensibilidade e pelo trabalho com as crianças =))

Que honra, heim! =DD

Bruno Monges disse...

Que grata supresa mano!
Enchi o olho d'água lendo aqui, e assim com o Ney, senti o frio na barriga imaginando a cena. Se tem uma pessoa, que nesses anos de profissão, tive o prazer de conhecer, foi você Denis. Como profissional, sou seu fã, como pessoa muito mais fã. Seu sucesso é fruto da sua simplicidade, humildade e fraternidade. Pessoas como você todos querem por perto para compartilhar experiência de vida, com boas risadas regadas a Heineken bem geladas. Quem melhor que uma criança para um elogio? Que venham muito mais, você merece.

Parabéns Denis, recompensa mais que merecida.

Abraço.

Lu Ravaglia disse...

Nossa, Denis!
Fiquei super feliz aqui! Q lindo isso q aconteceu! Vc merece! Seus desenhos são maravilhosos meeesmo!
Parabéns, viu!?
Bju

sofia maciel disse...

Que precioso isso. Imagino a sua emoção, se eu me emocionei só de ler o que escreveu, com o fato em si e sua visão com relação a isso. Que lindo. Que a sua arte continue a tocar positivamente tantas pessoas. Amei! Sou sua fã.
Beijo

bel disse...

Não te conheço pessoalmente, mas fui professora de artes e sei quanto significou tudo isto para as crianças. Ah! Se todos os artistas agissem assim como você... que bom seria.

Rafael C. Costa disse...

Qndo se contou esssa história foi foda! parabéns mano vc merece um momento desse. Com ctz energia ÚNICA.
abrs!

Escola Municipal João Evangelista Vieira de Almeida disse...

Oi Denis,
Sou a prof Elizete Iran. Sou a criadora e responsável pelo blog JEVA. Quando li seu comentário para aceitar a postagem me lembrei que o encontrei na porta da biblioteca da escola João Evangelista, parei, olhei pra vc e perguntei: Eu não te conheço? Vc me respondeu: Talvez eu tenha sido um dos seus alunos. Respondi então "Pelo seu jeito vc era um dos bons, sua cara diz isso. Bom, na correria da rotina, votei pra minha sala(laboratório de informática) e esquci o acontecido. Não sou prof de artes, mas naquele momento tinha certeza que o conhecia e fico feliz em confirmar minha impressão "vc é um dos bons". Obrigada pelo carinho. Bjs
Elizete Iran

Artegêmeas disse...

Parabéns... seus desenhos são perfeitos pra trabalhar com crianças e adolescentes, elas acabam ficando a vontade em suas expressões artisticas.... Amei.... E nada melhor do que trabalhar com os nossos artistas!!!!

Escola Municipal João Evangelista Vieira de Almeida disse...

Olá Denis,
Divulguei seu relato no blog JEVA, para que nossas crianças e professores possam saborear um depoimento tão emocionante.
Obrigada

cristina cavalcanti disse...

Ola Denis, que satisfação e alegria ler seu depoimento no blog e postado pela colega no blog do Jeva,foi emocionante poder conhece-lo pessoalmente, e poder conhecer um artista cujas obras eu trabalhei em salas de aula,desde o pré, até o 5º ano séries em que sou profª de artes,geralmente se trabalham obras de artistas ja falecidos!kkk,as crianças sempre fazem essa pergunta,o artista é vivo prof!foi então que decidi procurar obras de artista vivo e da região,e nessa procura me encantei com sua obras de face intrigante,cômica,simples,que me fizeram ver rostos felizes e grandes risadas ao mostrar suas obras para as crianças.Elas adoraram, e naquela manhã qdo termino uma aula com suas releituras,abro a porta e dou de cara com vc ali na frente do corredor,ja com as crianças em festa, em pura explosão de alegria!!!continuarei a explorar suas obras e levar em 2012 para sala de aula,trabalhar sempre seu nome,para que cada criança reconheça o tão grande e maravilhoso artista plástico Denis Feliz.

Karina Vicelli disse...

Sensibilidade e tato são duas coisas que um artista tem que alimentar sempre, e nada como colher isso de olhos novos e pulsantes de almas que acabaram de despontar nesse mundo maluco...